Na última semana, entre os dias 28 e 31 de agosto, aconteceu o I Encontro sobre Cultura e Tecnologia (EsCuTe) Digital, na Faculdade de Engenharia. O evento teve como objetivo criar um mapa do conhecimento produzido sobre culturas e tecnologias digitais na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF).

Segundo a coordenadora da Especialização em Mídias na Educação, do Grupar e responsável pelo evento, a professora da Faculdade de Educação (Faced) Adriana Rocha Bruno, o EsCuTe foi um encontro para toda a comunidade acadêmica que tem interesse na temática da tecnologia digital.

Para o diretor do Cead, José Paulo Abdalla, esse evento significou um ponto de partida e um despertar de consciência da importância da tecnologia digital na comunidade acadêmica da Universidade. “A UFJF se empenhou nesse projeto e no que depender do Cead, essas ações podem sempre contar com o apoio do Centro”, ressalta Abdalla.

 

Na mesa de abertura do evento: a coordenadora da Especialização em Mídias na Educação, Profª Adriana Rocha Bruno; a Pró-Reitora de Graduação, Profª. Maria Carmen Simões Cardoso de Melo e o diretor do Cead, Prof. José Paulo Abdalla.

 

A coordenadora da Licenciatura em Computação na modalidade a distância, Liamara Scortegagna, apresentou o Programa e-TEIA, que tem como objetivo ampliar a formação dos alunos do curso de Computação, inserindo-os no cotidiano de escolas da rede pública com o intuito de capacitar e informar os professores no uso das Tecnologias de Informação e Comunicação na sala de aula. “Esse é o primeiro projeto que envolve alunos de EAD e atualmente o programa já está na sua segunda edição. Já na sua primeira edição, o e-TEIA atendeu mais de 300 professores da rede pública de ensino e envolveu quatro alunos bolsistas. Considero que a participação de alunos de cursos EAD nos programas de extensão proporciona uma formação mais completa, pois abrange além das dimensões acadêmicas (pesquisa, ensino e extensão), os aspectos sociais, políticos e econômicos”, afirma Liamara.

Já para o integrante do Programa e-TEIA, o aluno da Licenciatura em Computação do Polo de Juiz de Fora, Fabiano Rodrigues de Carvalho, o projeto é inovador na EAD e traz o sentimento de pertencimento à Universidade. “Trabalho com a tecnologia e vi nesse projeto um espaço para melhorar os meus conhecimentos, pois ele tem como objetivo qualificar os professores e, consequentemente, aprimorar a formação dos alunos. Além disso, ele é um programa que abrange outros polos e, com isso, temos a possibilidade de atender a realidade de outras cidades também”, comenta.

O Professor da Faculdade de Engenharia, Jose Aravena Reyes, que também participou do EsCuTe, apresentando o programa DEPEA 2001, comenta que já há muito tempo percebia a importância de eventos como estes na UFJF. “A fragmentação dos trabalhos da Universidade, muitas vezes, impede que pessoas que têm ideias similares ou complementares venham produzir em conjunto. O grande ganho deste tipo de encontro é que, além de permitir conhecer o que está acontecendo em cada um dos espaços da UFJF, existe a possibilidade da troca de experiências e conhecimentos. E isso realmente se configura em ação coletiva, onde todos saem beneficiados e podem influenciar na vida universitária”, avalia Aravena.