Alunos da EAD já correspondem a 10% do número total de alunos da UFJF.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou, nesta quinta-feira (30), dados do Censo de Educação Superior 2016. De acordo com o levantamento, o número de matrículas nos cursos de Educação a Distância (EaD) cresceu 20% de 2015 para 2016. Já o ensino superior, houve uma queda de 3,7% no número de alunos ingressantes.

Em matéria, o portal G1 destacou que considerando o total de matrículas no ensino superior – de todos os anos do curso, não só dos iniciais -, os cursos à distância também registram crescimento, segundo o Censo. Em 2006, apenas 4,2% dos universitários estudavam nessa modalidade. Dez anos depois, a parcela saltou para 18,6% das matrículas.

De acordo com o diretor do Centro de Educação a Distância (Cead) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), José Paulo Abdalla, os números do Censo de Educação Superior 2016 refletem na EaD da UFJF, que conta, atualmente, com cerca de 5000 estudantes matriculados em graduações e pós-graduações. “O ensino a distância já corresponde a aproximadamente 10% do número total de alunos de graduação da UFJF, o que evidencia a sua crescente relevância para a Universidade”, afirma o diretor.

“Atualmente a Universidade é referência nesta modalidade de ensino e possui mais de uma década de experiência em EaD, sendo responsável por oferecer diversos cursos de graduação e pós-graduação, com qualidade, a estudantes em seus polos de apoio presencial, distribuídos por todo estado de Minas Gerais”, conclui Abdalla.